home ask me trechos F.A.Q. +links
Excerpts from Books
"Você mesmo sempre diz que os livros têm que ser pesados, porque o mundo inteiro está dentro deles."
Cornelia Funke
THEME BY I-NGENUIDADE
"Gostaria de poder abraçar-te até morrermos os dois. Não importa o que sofresses. Não me preocupo com os seus sofrimentos! Por que não hás de sofrer, se eu sofro tanto! Será que vais me esquecer? E ficarás muito contente quando eu estiver debaixo da terra? E, daqui a vinte anos, dirá junto a minha sepultura: Aqui jaz Catherine Earnshaw. Amei-a há muitos anos e perdê-la dilacerou-me o coração; mas tudo isso são coisas do passado. Depois dela, já amei outras mulheres…os meus filhos são mais caros para mim do que ela foi, e, quando morrer, não me sentirei feliz por ir para junto dela; muito pelo contrário, vou me lamentar por abandonar os meus filhos."
O Morro dos Ventos Uivantes

"Abandonou tudo para ir atrás de uma ilusão - respondeu ele. - Fez de mim um herói romanesco, esperando condescendência ilimitada da minha devoção e cavalheirismo. Não consigo imaginá-la como uma criatura racional, já que tão obstinadamente se agarrou a uma ideia fantasiosa do meu caráter, agindo com as falsas imagens em que acreditava. Mas penso que começa finalmente a conhecer-me. Já não vislumbro os sorrisos idiotas e os trejeitos que, a princípio, tanto me irritavam; nem a sua insensata incapacidade para discernir sinceridade nas minhas palavras, quando lhe dava a minha opinião sobre ela própria e a sua paixão doentia. Ela precisou de um rasgo de perspicácia para descobrir que eu não a amava. A dada altura, cheguei a acreditar que nada a faria entender isso; mesmo assim, aprendeu mal a lição, pois esta manhã informou-me, num rasgo de inteligência, que, finalmente, eu tinha conseguido que ela me odiasse! Um verdadeiro trabalho de Hércules, podes crer! Se consegui isso, tenho de lhe agradecer. Posso confiar em ti, Isabella? Tens certeza de que me odeias? Se eu te deixasse sozinha por meio dia, não voltarias para mim com suspiros e lamentos? Bem sei que ela preferiria que eu fosse afetuoso na sua frente; fere seu orgulho ver a verdade assim exposta. Mas eu não me importo que se saiba que a paixão não é recíproca, e nunca lhe ocultei a verdade. Ela não pode acusar-me de simular uma falsa gentileza, pois a primeira coisa que me viu fazer, quando saí da Granja , foi enforcar a sua cadelinha; e, quando me suplicou que não fizesse aquilo, as primeiras palavras que proferi foram que desejava poder enforcar todos os membro da sua família, exceto um : talvez tenha pensado que era ela a exceção. Todavia, nenhuma brutalidade a impressionou. Suponho que possui uma admiração inata pela brutalidade, desde que ela própria se sinta em segurança. Não é o cúmulo do absurdo e da estupidez que esta criatura servil e mesquinha pudesse pensar que eu a amava?
- Se ela quiser partir, é livre para fazê-lo. O incômodo da sua presença é bem maior que o prazer de poder atormentá-la!"
O Morro Dos Ventos Uivantes

"- Mostraste-me agora o quão cruel tens sido. Cruel e falsa! Por que me desprezaste, Cathy? Por que traíste o teu próprio coração? Não tenho sequer uma palavra de conforto para dar. Tu mereces tudo aquilo por que estás passando. Mataste a ti própria. Sim, podes beijar-me e chorar o quanto quiseres. Arrancar-me beijos e lágrimas. Mas eles vão te queimar e serás amaldiçoada. Se me amavas, por que me deixaste? Com que direito? Responde-me! Por causa da mera inclinação que sentias pelo Linton? Pois não foi a miséria, nem a degradação, nem a morte, nem algo que Deus ou satanás pudessem enviar, que nos separou. Foste tu, de livre vontade, que o fizeste. Não fui eu que despedacei teu coração, foste tu própria. E, ao despedaçares o teu, despedaçaste o meu também. Tanto pior para mim, que sou forte e saudável. Se eu desejo continuar a viver? Que vida levarei quando… Oh! Meu Deus! Gostaria tu de viver com a alma na sepultura?"
O Morro dos Ventos Uivantes

"Senti que ele dizia a verdade,que devia perdoá-lo e que se dentro em pouco ele voltasse a questionar comigo,deveria perdoá-lo ainda mais uma vez."
O Morro dos Ventos Uivantes

"Acredite que, se eu pudesse ser tão terno, tão amável, tão bom como você é, eu o seria."
O Morro dos Ventos Uivantes

"- Amo o chão que ele pisa, o ar que respira,tudo quanto toca e tudo quanto diz. Amo todos os olhares e todos os seus gestos, amo-o todo inteiro, completamente."
O Morro dos Ventos Uivantes

"É estranho como o hábito consegue moldar os nossos gostos e as nossas ideias."
— O Morro dos Ventos Uivantes 

"Se tudo o mais perecesse e ele ficasse, eu continuaria, mesmo assim, a existir; e, se tudo o mais ficasse e ele fosse aniquilado, o universo tornar-se-ia para mim numa vastidão desconhecida, a que eu não teria a sensação de pertencer."
O Morro dos Ventos Uivantes

"Tu me amavas que direito tinhas então de me deixar? Que direito… responde-me… por causa do miserável capricho que sentiste por Linton? E quando nem a miséria, nem a degradação, nem a morte, nem nada que Deus ou satanás pudesse infligir-nos poderia separar-nos, tu, por tua própria vontade, o fizeste. Eu não parti o teu coração… foste tu que o quebraste, e, quebrando-o, quebraste também o meu. E tanto pior para mim, que sou forte. Tenho eu necessidade de viver? Que vida será a minha quando… Oh! Deus! Terias tu vontade de viver com tua alma metida num túmulo?"
O Morro dos Ventos Uivantes

"Quero que me digas, com toda a sinceridade se Catherine sofreria muito se o marido morresse. Este é o meu único receio e, por isso, me abstenho de qualquer ato: assim se pode ver a diferença entre os nossos sentimentos. Se eu estivesse no lugar dele e ele no meu, embora o odeie profundamente, jamais levantaria um dedo que fosse contra esse homem. Acredita, se quiseres! Eu nunca o teria banido da vida dela, se isso fosse contra a sua vontade. No momento em que o interesse dela acabasse, eu iria arrancar-lhe o coração e beber seu sangue. Mas, por ora.. Se não acreditas em mim é porque não me conheces. Porém, enquanto tal não acontecer, prefiro morrer a tocar num só fio de cabelo seu que seja."
O Morro dos Ventos Uivantes